CINCO FORMAS EM QUE O SEU ERP FACILITA O PROCESSO MANUFATUREIRO

May 16, 2019 6:30:07 PM

A flexibilidade na fabricação coincide com a capacidade de responder rapidamente a mudanças súbitas e inesperadas nas demandas de seus clientes, tanto em termos de produção quanto de organização. Em suma, para se adaptar ao contexto da melhor maneira. Hoje essa habilidade não é apenas o sinal que distingue os fabricantes mais competitivos, mas, de fato, é um requisito fundamental para a sobrevivência da própria empresa.

Entre os demais, é fácil entender o porquê. Assim como um bom carro depende em grande parte (embora não apenas) de seu motor, o mesmo acontece com a fábrica. Mas o que é então o motor de fabricação? Qual é o seu batimento cardíaco? A área que pode caracterizar a vida ou a morte da própria empresa, permitindo-lhe voar ou levá-la a sucumbir. Obviamente estamos falando da produção, e assim por diante, ou não? A manufatura encontra sua força nos processos de produção, no talento de seus operadores, na habilidade intrínseca que consegue transmitir ao produto e, é claro, na singularidade do produto acabado. Ponto. A otimização dessas áreas permite que a empresa trabalhe em bases sólidas para construir seu futuro. De fato, com pouquíssimas exceções, os fabricantes que sobrevivem (e prosperam) em um mercado tão competitivo como aquele em que nos encontramos hoje, devem contar com um excelente setor de produção, capaz de se adaptar e mudar a qualquer momento no mercado, com base nos desejos de seus clientes, sem sofrer perdas significativas na qualidade e eficiência da própria produção.

Um bom software de ERP (mas também o MRP, na verdade), se adquirido com atenção às necessidades de negócios e implementado adequadamente, pode ajudar consideravelmente os fabricantes a responder com velocidade e precisão às possíveis perguntas e solicitações dos clientes. Em particular, se estamos falando de pequenas ou médias empresas. O ERP correto permite que a empresa acesse as práticas de Lean Manufacturing e Just-In-Time Production (JIT), vitais para ser competitiva com os concorrentes, satisfazendo o cliente e obtendo processos enxutos e fluidos. Existem principalmente 5 áreas em que um ERP pode trazer benefícios significativos para as empresas.

Visibilidade completa no cruzamento dos processos

Muitas empresas de pequeno e médio porte usam seu software de contabilidade, entre outras coisas, como ferramenta para entender o que realmente está acontecendo em sua empresa. O principal problema ao utilizar este método é que, por mais válido que seja, um software de Contabilidade não consegue dar a visibilidade necessária sobre a organização cruzada de seus processos, de modo a permitir que você tome decisões para se adaptar às necessidades atuais ou futuras. Em essência, você não será capaz de entender como otimizar processos vinculados e cruzados a outros. Sem contar o fato de que você sempre terá visibilidade sobre problemas críticos e erros depois que eles acontecerem. Você não poderá, portanto, remediar isso, mas você  sofrerá o dano.

Por outro lado, um ERP adequado e bem integrado em sua realidade permitirá que você tenha visibilidade máxima do histórico das decisões de compra de seus clientes, da evolução em tempo real dos pedidos de vendas, do estado de produção, do lead time do produto e nas questões críticas implementadas em um momento preciso da empresa, tornando-o capaz de responder rapidamente às necessidades, resolvendo problemas ou adaptando-se às mudanças nas solicitações do cliente. Sua fábrica será gerenciada em tempo real.
Uma das grandes vantagens que as médias / pequenas empresas têm sobre os grandes gigantes reside na sua rápida tomada de decisão e adaptação. Por que você não aproveita ao máximo este benefício?

 

50276759_m

Simplicidade, gestão de dinâmicas empresariais, intersecção de processos.

Uma produção flexível e eficiente

A capacidade de adaptar rapidamente seus protocolos em relação ao processo de produção ou mesmo ao produto produzido é a marca registrada de uma empresa de manufatura saudável. Um software de gerenciamento de ERP torna esse tipo de flexibilidade mais acessível, graças a metodologias estratégicas específicas para gerenciar pedidos inesperados ou mudanças repentinas nos mesmos; informar os operadores da mudança no processamento em tempo real; identificar e resolver eventuais gargalos; gerenciar a cadeia de suprimentos on-line e em tempo real, etc.

Ser capaz de contar com um conjunto de ferramentas de TI, adaptadas às necessidades da empresa e capaz de realizar recálculos complexos ou desencadear automaticamente pedidos aos fornecedores (obviamente sujeitos a regras pré-estabelecidas), permite à empresa controlar e adaptar sua produção por meio de recursos como o mix de produção, balanceamento de cadeia e programador de produção. Como resultado final, o setor de produção da empresa será fluido e bem organizado, permitindo que o fabricante se adapte a solicitações imprevistas ou necessidades especiais de seus clientes, sem perder terreno em termos de eficiência, produtividade e acima de tudo qualidade do produto final.

Automatizar o processo manufatureiro

Uma área onde o software ERP pode realmente pagar pela sua aquisição, em empresas de manufatura de pequeno e médio porte é na capacidade de automatizar processos e recursos que não requerem necessariamente a intervenção humana. Vamos dar um exemplo prático. Cerca de 2/3 das fábricas ainda rastreiam manualmente o produto na cadeia, o que obviamente leva a atrasos e erros que impedem a empresa de ser ágil e rápida como o mercado exige. Em outras palavras, eles não têm como saber em que ponto da produção um determinado artigo está se eles não estão indo fisicamente à fábrica e procurando por ele. A questão, no entanto, é que não é absolutamente necessário empregar uma ou mais pessoas para realizar essa tarefa. Existem soluções específicas, não impactantes no ciclo de processamento, que resolvem essa peculiaridade.

Ao automatizar todos esses processos e transações, as empresas podem concentrar seus recursos em atividades mais lucrativas para elas: vendas, desenvolvimento de produtos, design e inovação. Ou seja, atividades que podem realmente fazer a empresa crescer. Seus funcionários, e você, não precisarão mais se concentrar em atividades inúteis, mas terão tempo para se dedicar ao crescimento de sua empresa em todos os aspectos.

 

52658972_m

Melhorar a visibilidade do estoque

Dissemos que para ser uma manufatura enxuta, as empresas precisam ter a capacidade de mudar seu plano de produção, passando de um produto para outro, mas sempre garantindo um atraso mínimo e uma minima perda de eficiência. As empresas que não têm visibilidade completa e precisa do seu estoque, a fim de saber como gerenciar melhor a mudança na produção do produto, precisarão de muito mais tempo e esforço para se adaptar. O risco aqui não é conseguir se adaptar e sim perder oportunidades que dificilmente retornam.

A gestão de estoque através do ERP, já com interface com pedidos, produção e compras, garante à empresa o uso de uma única fonte de informações precisas e atualizadas sobre todos os movimentações do estoque. Em vez de tentar, em vão, rastrear estoques de matérias-primas ou produtos acabados com planilhas Excel ou, pior ainda, com folhas de papel, um software ERP pode manter essas informações atualizadas em tempo real, dando a possibilidade aos gestores de se adaptarem melhor , respondendo a mudanças nas necessidades de produção.

O ERP pode ajudá-lo com as personalizações

Por que você deveria conseguir essa flexibilidade? Por que não manter as coisas como elas são? A principal razão pela qual as empresas de manufatura de pequeno e médio porte tentam, de todas as formas, alcançar um nível de excelência organizacional que lhes permita adaptar-se rapidamente às mudanças que os clientes lhes impõem, simplesmente pelo fato de quererem atender ao maior número possível. Nos últimos anos, além disso, a tendência por parte do cliente é comprar um produto cada vez mais detalhado e personalizado com base em seus desejos.

Ser rápido, preciso e fluido em todos os seus processos torna as empresas capazes de gerenciar as particularidades do novo produto solicitado. Um novo produto semi-acabado? Sem problema. Alterar as medidas de um artigo? Sem problema. Alterar o material com o qual o modelo é feito? Sem problema. Um ERP pode ajudar as empresas no gerenciamento dessas personalizações simplificando as etapas e automatizando as operações, garantindo a manutenção de excelentes padrões de qualidade.