INDÚSTRIA DA MODA E BIG DATE: COMO USÁ-LOS PARA CRESCER

Aug 8, 2019 7:49:23 PM

Na era digital, hoje, qualquer atividade pode ser transformada em dados e usada para prever, organizar, melhorar ou simplesmente entender melhor o que acontece e pode acontecer. Dados, informações sobre a produção em uma fábrica ou estatísticas sobre a composição e o crescimento de uma população sempre estiveram lá; a novidade consiste na alta capacidade de processamento disponibilizada pelas tecnologias digitais.

Estes permitem não apenas coletar e armazenar muito mais informações do que antes, e assim os dados se tornam "big" date, mas também para relacioná-los uns aos outros. Por exemplo, ligando diferentes custos de produção com base no custo dos materiais em relação à dinâmica de transporte e impostos entre os países. Em suma, abre um universo de possibilidades que a tecnologia disponibiliza para todos, inclusive para pequenas e médias empresas. A outra novidade, de fato, é que o ativo tecnológico tem custos e tempos de implementação acessíveis, pois conta com novos modelos de negócios e seus benefícios, em termos de eficiência e economia, têm impacto imediato nos resultados da empresa.

 

Após a coleta, a análise do big data

 

Acessibilidade é uma característica da ferramenta informática, que por um lado é uma vantagem, porque o empreendedor que tem ideias vencedoras e uma propensão para a inovação tecnológica pode crescer rapidamente mesmo em uma arena povoada por grandes multinacionais; Por outro lado, porém, é um risco, já que aqueles que permanecem estacionários e não abraçam a inovação colocam em risco sua presença no mercado, e bases financeiras sólidas e uma história de prestígio não serão suficientes para protegê-la. A ferramenta utilizada para gerenciar os dados disponíveis para uma empresa, desde os pedidos até os tempos de produção, passando pela organização de pessoal, logística e controle de qualidade, é o ERP, Enterprise Resource Planning. No mercado existem também softwares muito poderosos e especializados, capazes de manter sob controle em tempo real tudo o que acontece na empresa, desde o recebimento de uma ordem de serviço até a entrega da peça na loja e propor cenários alternativos baseados em variáveis ​​específicas. Por exemplo, vamos pensar nos lançamentos no escuro com base nas vendas históricas do ano anterior, o status da campanha de vendas e as expectativas sobre o crescimento (ou contração) do mercado este ano. As soluções digitais para empresas geralmente são organizadas por módulos a serem ativados com base em necessidades específicas. Cada módulo controla uma parte ou fase bem definida da produção: os pedidos e seu planejamento, a coleção com os modelos e as variantes, a produção com o pessoal, a logística com itinerários e prazos de entrega, o E-commerce, o inventário do ponto de venda e assim por diante, dependendo da extensão da atividade comercial e das escolhas daqueles que propõem a tecnologia.

 

Big data e a tomada de decisão

 

Os dados coletados pelo sistema servem para tomar decisões racionais e motivadas muito mais rapidamente do que no passado. Por exemplo, a clareza nos custos de uma dada produção, no momento e na complexidade do modelo permite desenvolver rapidamente uma estimativa precisa. Boas decisões são baseadas em informações corretas e o big data, se bem preparado, é útil para isso. Isso não é tudo: o software de processamento baseado em big data torna possível melhorar a produtividade da empresa e, portanto, as margens, ao imaginar cenários alternativos e testá-los, digitalmente. Em vez de prejudicar os resultados reais e o capital, o digital é a ferramenta que ajuda a imaginar novas soluções organizacionais, de produção e realização, que o próprio software pode imaginar, prevendo seu efeito sobre o desempenho da empresa. Por exemplo, como uma comunicação diferente na produção pode impactar nos resultados? A logística pode ser melhorada, por exemplo, reduzindo o número de viagens graças a um uso mais cuidadoso do espaço? Qual é a solução mais eficiente para coordenar a oferta e a produção? Como responder de forma mais rápida e flexível às solicitações dos clientes?

O big data "desbravado" por uma solução específica para sua empresa pode melhorar imediatamente seu desempenho e, em perspectiva, abrir novas possibilidades de crescimento exponencial, em todas as etapas da cadeia de concepção, criação e venda do produto de moda.

Topics: Industria 4.0 Moda, ERP Fashion