INDÚSTRIA DA MODA: O QUE VOCÊ PRECISA PARA SER UM FORNECEDOR DE SUCESSO

Oct 31, 2019 1:22:22 PM

A indústria da moda moderna, em todo o mundo, hoje mudou muito em comparação com o passado. Consequentemente, para ser um fornecedor de sucesso na cadeia de suprimentos, por exemplo, como um subcontratado que trabalha no lado da produção, precisamos de ferramentas capazes de responder adequadamente a esse cenário alterado. Um cenário ao qual a McKinsey dedicou recentemente no The State of Fashion 2019: como um ano de despertar, que inclui uma pesquisa com quase 300 executivos da moda. No geral, os riscos e oportunidades decorrentes de novos mercados, novas tecnologias e as mudanças nas necessidades dos consumidores emergem das 10 tendências detectadas pelo relatório. "Somente as marcas que refletem com precisão o zeitgeist, que é o espírito da época, ou que têm a coragem de" se autodestruir "emergirão como vencedores". Isso envolve uma profunda transformação em grandes empresas de moda que não podem deixar de investir em toda a cadeia de suprimentos.

 

Sistemas que produzem produção smart e lean

 

A "autodestruição" desejável pelos gigantes da moda alude à sua capacidade de revisar todas as etapas da cadeia de valor, do design de roupas à fabricação inteligente, da distribuição ao marketing. Um reprojeto foi possível graças às tecnologias digitais cujo uso não pode mais ser adiado. Portanto, a empresa que se estabelece como fornecedora nesse campo, sobretudo se deseja continuar produzindo em conformidade com os critérios cada vez mais rigorosos do cliente, deve poder monitorar constantemente a eficiência, o progresso, a qualidade e o tempo de processamento. Em outras palavras, ele deve operar na perspectiva de fabricação inteligente ou enxuta exigida pelos mercados e, portanto, pelas marcas que pretendem presidi-los. Assim como os contratados, que tendem a usar tecnologias inovadoras em toda a cadeia de suprimentos, os subcontratados são chamados a usar sistemas que os ajudem a traduzir concretamente seu fluxo de produção em um gerenciamento eficiente que é constantemente monitorado do ponto de vista de desempenho, custos e prazos.

 

Fornecedor de moda de sucesso com o ERP certo

 

Para ser um fornecedor de sucesso na indústria da moda, em essência, é necessário um ERP (Enterprise Resource Planning), um software vertical especializado para realizar as principais atividades de back office e gerenciamento típicas de uma empresa de produção de moda. Essas atividades incluem, por exemplo, o gerenciamento de dados pessoais (clientes, artigos, fornecedores), pedidos, lançamentos, planejamento de requisitos de material, folhas de trabalho, logística de armazém e cobrança. A maioria dessas operações, graças ao ERP, ocorre automaticamente, aliviando o empresário do ônus de ter que verificar manualmente o andamento da produção e garantir, ao mesmo tempo, o cumprimento dos prazos acordados com o cliente. Se somarmos a isso a verificação da qualidade, que também é automática e já está na cadeia, o contratante é um candidato para atender aos desejos da grande empresa de moda: rapidez na aquisição de informações sobre as roupas ou acessórios a serem feitos, pontualidade, velocidade na entrega, flexibilidade decorrente de pedidos parcelados, baixa porcentagem de retorno.

 

ERP especializado para o mundo da moda: expansível é melhor

 

O ERP é o ponto de partida necessário se você deseja se tornar atraente como fornecedor na indústria da moda. Além disso, sua arquitetura básica pode ser conectada a módulos que atendem às necessidades da empresa. Por exemplo, o MES (Sistema de Execução de Fabricação) clássico para acompanhar o progresso da produção em máquinas individuais ou em laboratórios externos, além de monitorar o rendimento e a eficiência de toda a fábrica. Ou até módulos de Business Intelligence que retornam estatísticas com base em dados históricos de produção, para ter uma imagem sempre atualizada sobre seus pontos fortes e sobre quaisquer problemas críticos que possam retardar o sucesso de um trabalho. Até a capacidade de expansão potencial do ERP é um fator a ser levado em consideração na escolha da empresa. O importante, em todo o caso, é deixar claro que agora há cada vez menos espaço no mercado, baseado exclusivamente na experiência e em ferramentas aproximadas para calcular e medir a capacidade de produção. Obviamente, para aqueles que realmente querem se tornar um fornecedor de sucesso na indústria da moda.

Topics: MES Moda, ERP Fashion