CONTROLE DE PRODUÇÃO PARA A INDÚSTRIA TÊXTIL: AS VANTAGENS DE ADOTAR UM MES

Apr 16, 2020 3:17:01 PM

O controle da produção não é, por si só, uma novidade, mas no último período está experimentando uma nova juventude, graças à fábrica 4.0 conectada. O aspecto fundamental da Industry IoT, a fábrica 4.0, é a capacidade de coletar dados significativos em todas as etapas, transformá-los em informações legíveis e integrá-los em um sistema capaz de tirar proveito da experiência. Tudo bem no momento em que a produção ocorre, com as vantagens em termos de flexibilidade e eficiência que isso implica. A plataforma de gerenciamento digital da fábrica é chamada MES, Manufacturing Execution System. É essencialmente um poderoso software de controle e gerenciamento que, entre outras vantagens, também permite que você compreenda os custos com precisão racional, custos diretos e indiretos. Oferece acesso a uma visão integrada do ciclo de trabalho, abrindo caminho de flexibilidade e eficiência que, de outra forma, não teriam se manifestado. Por esse motivo, graças à recuperação da eficiência, representa uma revolução no gerenciamento de custos da empresa e é capaz de revelar novas oportunidades de crescimento e investimento.

 

Verificar a ineficiência com o MES

 

O custo de maior impacto para as empresas que atuam no setor da moda que lidam com a produção é justamente a falta de controle e, portanto, a ineficiência acumulada na fábrica. Em termos concretos, a dificuldade está ligada às características do setor, que é muito cintilante e criativa, de atribuir as muitas variáveis a um fluxo de produção estruturado que deve ocorrer em um tempo bem definido, geralmente muito curto, e com resultados de qualidade elevados e constantes ao longo do tempo.

O sistema MES monitora todo o processo de produção do pedido, desde a entrada na fábrica até a preparação das roupas passadas para entrega, oferecendo uma ferramenta de trabalho eficaz para empresas, grandes e pequenas. Outra característica do MES, de fato, é que mesmo a pequena indústria manufatureira também pode se beneficiar, adquirindo assim uma engrenagem extra para competir com as principais empresas do setor.

Os primeiros resultados importantes já chegam num período muito curto. A entrada no sistema MES permite que a empresa não seja mais passiva e dominada por sua produção, mas gerenciada em tempo real, intervindo com aviso e conhecimento da causa nas questões críticas que surgem diariamente. Significa a rastreabilidade completa de cada fase da realização da peça, mesmo em uma manufatura com dezenas ou centenas de pessoas envolvidas, e a possibilidade de interceptar e intervir adequadamente na operação única.

Tudo isso é possível graças à informatização completa do fluxo de informações da empresa que o MES permite. Por um lado, significa poder monitorar a produção e seu progresso em tempo real. Por outro lado, significa poder gerenciar rapidamente quaisquer alterações nas especificações técnicas, sem precisar correr atrás do papel impresso e sem desacelerar a produção para explicar as alterações aos colaboradores.

Se durante a produção das peças de vestuário ocorrem mudanças a pedido do cliente, por exemplo, como pode ocorrer na moda para se adaptar às demandas do mercado, a tecnologia nos permite lê-las e quantificar com precisão o custo, preservando as margens. E uma vez que o aspecto econômico tenha sido reconsiderado, o MES da fábrica garante a execução correta.

 

A vantagem de adotar um MES

 

A vantagem para o gerente de produção consiste em um gerenciamento cuidadoso de equipe e maquinário, pois os dados relacionados a cada momento do dia e a cada fase da criação da coleção estarão constantemente sob controle. Os colaboradores também são beneficiados porque todo o seu tempo será utilizado para trabalhar bem e com satisfação, com as consequentes vantagens em termos de prêmios e incentivos econômicos no pacote de remuneração.

Para quem precisa tomar decisões, isso significa economizar tempo e ter mais ferramentas para fazer melhores escolhas. Para quem trabalha na fábrica, isso se reflete em uma apreciação completa do trabalho de todos.

O tempo economizado, o aumento da eficiência, a maior motivação da equipe são todas as vantagens que surgem graças ao uso de um MES. Na era pré-MES, no entanto, todos os custos pesam nas margens. Não são apenas palavras, porque a vantagem incontestável do digital é o fato de que tudo é mensurável: o MES oferece uma série de relatórios sobre a produtividade da equipe e a qualidade da produção, números reais para lidar.

O nível de controle que um sistema de software oferece hoje é extremamente granular e ao mesmo tempo simples: a produção é complexa, os dados são "grandes", uma quantidade enorme, mas o que o MES faz é "domar" para que sejam úteis para empresa.

Mencionamos ao preparar a estimativa e uma possível variação da ordem em andamento. O MES segue esses aspectos e também todas as fases do ciclo de produção, obtendo eficiência de cada um deles. Do treinamento da equipe ao controle de qualidade, das cotações à entrega das peças de vestuário, do planejamento da produção ao comprometimento e incentivos para os operadores.

O enorme fluxo de dados converge para um sistema de relatórios construído com base nas necessidades específicas de cada empresa. O CEO tem tudo sob controle com um poder de análise incomparável e ao mesmo tempo com a máxima simplicidade: ele também pode acessar dados via smartphone, em movimento, em tempo real. Se houver um problema, uma avaria no maquinário, um funcionário que adoece, um erro de fabricação, isso imediatamente surge e é resolvido imediatamente, porque você sabe exatamente o que aconteceu. O gerenciamento rápido de problemas é outro aspecto que afeta os custos e é possível graças ao uso de um MES.

No entanto, o MES não apenas otimiza muitas pequenas ineficiências, criando valor: na realidade, ele faz muito mais. Ele coloca os recursos da empresa em preto e branco, para o bem ou para o mal, oferecendo às empresas inovadoras, mesmo as menores, uma ferramenta muito poderosa para ser competitiva globalmente.

 

 

Topics: MES Moda, Industria 4.0 Moda